Home » Retiro mensal » Só os santos mudarão o mundo

Só os santos mudarão o mundo


Administrador A.O. | 2 fevereiro, 2015

COMPARTILHE ESTA PAGINA


Quando você descobre em um determinado ponto em sua vida, que a felicidade só é encontrada no Senhor Jesus, os seus olhos abrem para um mundo novo de vida e realização. Acolher o dom da fé, ter uma fé, “tão preciosa como a nossa” [1], como observou o apóstolo Pedro, nos traz uma nova compreensão de nós mesmos, daqueles que nos rodeiam, de toda a realidade.

Isso leva, primeiro, a um encontro decisivo com Cristo, a nos colocar diante d’Ele e reconhecer o nosso Deus e Senhor, reconhecendo aquele que é “o Caminho, a Verdade e a Vida” [2]. A experiência deste grande dom que, em seguida, levado por uma resposta vigorosa, se traduz em um compromisso a ser santos.

“Às vezes, observou o Papa Emérito Bento XVI, se acha que a santidade é um privilégio reservado a uns poucos escolhidos. Na verdade, tornar-se santo é tarefa de cada cristão “[3]. Nenhuma tarefa é mais importante do que nossa própria santificação. Nós pensamos muitas vezes, e sabemos que nesta resposta generosa, no esforço cotidiano a conformar-nos ao Senhor Jesus, vai ancorar a nossa felicidade e realização.

Chamados para Mudar o Mundo

Viver radicalmente aquele “Portanto, sejam santos, porque eu sou santo” [4] pelo qual o Senhor nos convida, torna-se em seguida o grande ideal da nossa vida. É um caminho de conversão pessoal, mas também um compromisso que nos faz querer mudar tudo o que no mundo se opõe ao plano divino. A partir desta experiência do grande dom que a vida em Cristo significa, nos percebemos impelidos a comunicar as grandezas do amor de Deus para aqueles que nos rodeiam.

Hoje, que vivemos em um mundo que cada vez mais se afasta de Deus, o compromisso com a santidade nos leva decididamente a querer mudar o mundo. Não é uma ilusão, ou um desejo idealista, mas um convite universal urgente que assumimos quando compreendemos plenamente o mandato do Senhor Jesus: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações” [5] .

Quem tem o Senhor Jesus como a pérola preciosa [6] pela qual entregou tudo, experimenta em seu coração todas as riquezas do tesouro da fé. Quem queima de amor por Cristo, quem faz com que o Senhor seja o centro de sua vida, se abre àquela experiência do amor infinito, e brilha em seu coração a luz de Cristo.

O homem ou a mulher que tem aquela luz que ilumina a humanidade entende que deve esconder sob uma tela [7], ao contrário, deve elevá-la o mais alto possível para iluminar a maior quantidade de pessoas. O amor autêntico nunca permanece em si mesmo, mas leva a dar-se aos outros num serviço evangelizador cheio de caridade.

Sabemos que devemos trabalhar para mudar o mundo. Esta tarefa, no entanto, só terá frutos a longo prazo, se feito a partir de um forte compromisso com a santidade pessoal. Certamente sabemos que muitas pessoas boas. Pessoas que não só não fazem mal a ninguém, mas inclusive embarcam em projetos positivos e de ajuda social.

Ouvimos falar de homens e mulheres que doam seu tempo, dinheiro e preocupações orientando seus esforços em nome dos outros. Certamente os seus projetos e iniciativas são louváveis e muito bom em um mundo marcado pelo egoísmo e mesquinhez.

Ainda assim, com todas as boas intenções, todos esses projetos que nascem de bons corações e interesses nobres, se não partir de um desejo radical de santidade, não são suficientes para alcançar aquela mudança cada vez mais urgente.

Por que só os santos?

Por que só os santos mudarão o mundo? Primeiro, porque quem se esforça para ser um santo oferece a um mundo em crise uma resposta que transcende qualquer horizonte puramente horizontal: o próprio Deus. É a resposta que Deus dá ao mundo, a Boa Nova que é a resposta plena e autêntica a qualquer realidade, que os santos carregam.

Quem assume com seriedade e maturidade a sua vida cristã sabe que o essencial é buscar cumprir o Plano de Deus. Discernir aquilo que Deus nos pede e fazê-lo “segundo o máximo das minhas capacidades e o máximo das minhas possibilidades” [8] é o caminho que percorre quem realmente quer ser santo.

Portanto, o santo tem como resposta ao mundo de hoje não um “plano pessoal” ou uma resposta puramente horizontal, mas o plano de Deus, que toma como seu. Qual a melhor maneira então de combater o mal no mundo, que com o Plano de Deus e as armas que ele coloca a nossa disposição?

Existe também outro motivo de muito peso que nos ilumina nesta reflexão. Numa sociedade tão materialista como a nossa, tão apegada aos resultados visíveis e verificáveis, às vezes pensamos que só grandes projetos podemos mudar as coisas. Esquecemo-nos, talvez, as palavras do salmista: “Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os construtores” [9]. É o poder de Deus que nos transforma e transforma o mundo.

A pessoa que colabora com a graça, que vive em tensão de santidade, mesmo no anonimato e na simplicidade da vida cotidiana, torna sua vida um sacrifício agradável a Deus vai derramar sobre o mundo uma abundância da graça. Quem pode medir o alcance espiritual e transformador de tantas pessoas que se santificam no cotidiano, e cujas vidas são autênticas revoluções de amor que no silêncio mudam o mundo?

Quem se santifica, seja através de grandes obras ou na simplicidade do ordinário, ajuda a mudar o mundo de maneiras inesperadas, sendo o colaborador humilde da única vontade que transforma: o Plano de Deus.

A tarefa que está diante de nós é enorme. A sociedade de hoje está se afastando de Deus, mais e mais, e os desafios e obstáculos para o anúncio do Evangelho se multiplicam. Para o santo, no entanto, isso não é ocasião de desânimo ou desespero.

Pelo contrário, é um motivo de estimulo e de maior decisão, pois quem se sabe lutando para instaurar no mundo a civilização do amor sabe que conta com a ajuda poderosa de Deus. Ou, como São Paulo exclamava: “Se Deus é por nós quem será contra nós?” [10].

A única maneira de transformar o mundo é começando a transformar-se, começa por esse caminho de conversão que conduz a desdobrar-nos ao máximo. Acendendo em nós a chama do amor de Deus iluminam não apenas o nosso redor, mas também acendem outras tantas chamas, formando gradualmente uma bela manta de luz que dissipa a escuridão da noite.

Assim e só assim que conseguiremos transformar o mundo. Por isso exclamou o Papa aos jovens: ‘são os verdadeiros reformadores (…). Somente dos santos, só de Deus provém a verdadeira revolução, a mudança decisiva do mundo “[11].

Mudar o mundo pela mão de Santa Maria

Não é este um convite para abandonar os grandes projetos e iniciativas, hoje tão necessários. No entanto, sempre devemos ter presente que o caminho da santidade e do apostolado são colaboradores da missão materna de Santa Maria: aproximar a todos os homens ao encontro do Senhor Jesus.

Caminhando da sua mão, deixando-nos guiar por ela para o encontro com seu Filho, nossas vidas não só avançam no caminho da configuração com Cristo, mas que se transformam em tochas que iluminam aqueles que nos cercam, e cujo calor atinge -pela graça de Deus – lugares que talvez não possamos imaginar.

“Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens” [12], diz o Senhor. Essa é a verdadeira revolução do amor a que somos chamados, o único ideal que vale a pena viver, e, finalmente, a única maneira de mudar o mundo para que ele se dirija de volta para Deus.

CITAS PARA MEDITAÇÃO

Guia para a Oração

Chamados a ser santos: Lv 11,44, 19,2, 20,7.26, Mt 5,48; 1 Pedro 1,15-16, Ef 1,4
Frutos de nossa santificação, Sal 1.3, Mc 4,20
Vamos iluminar o mundo: Mt 5:14-16, Mc 4,21, Lc 8,16
Chamado para mudar o mundo: Mt 28:19-20, Mc 16:15

PERGUNTAS PARA O DIÁLOGO

Quanto você está ciente da importância da chamada para ser santo?
Você acha que é realmente possível mudar o mundo?
Por que só sendo santos poderemos mudar o mundo?
O que você pode fazer para mudar o mundo?

[1]2Pe 1,1
[2]Jo 14,6
[3]S.S. Bento XVI, Angelus, 01/11/2007
[4]Lv 11,45; Mt 5,48
[5]Mt 28,19
[6]Mt 13,45
[7]Lc 11,34
[8]Luis Fernando Figari, Com Maria em Oração, FE, Lima 1997, p.25
[9]Sal 127,1
[10]Rom 8,31
[11]S.S. Bento XVI, Discurso, 20/09/2005
[12]Mt 5,16

http://www.vidacrista.org.br/caminho-para-deus

Deixe um comentário

Current month ye@r day *

 
 
 
 
 
18 dezembro, 2015
Esqueci… como se é gente!

17 dezembro, 2015
O sacramento do amor

16 dezembro, 2015
Fazer da Terra o Céu