Home » Retiro mensal » ESCUTA E OBEDIÊNCIA

ESCUTA E OBEDIÊNCIA


Administrador A.O. | 23 abril, 2019

COMPARTILHE ESTA PAGINA


A escuta diz respeito a sensibilidade e a obediência a Deus é caminho de crescimento
e, por isso mesmo, de liberdade da pessoa, uma vez que permite acolher um projeto ou uma vontade diferente da própria que não só não mortifica ou diminui, mas que funda os alicerces da dignidade humana.
Seja bem-vindo ao nosso retiro mensal,onde estamos percorrendo um caminho de despertar vocacional, uma escuta sincera ao chamado amoroso de Deus.

• MATERIAL PARA ESSE RETIRO

Bíblia e caderno de oração.

• AMBIENTAÇÃO

Escolha um lugar tranquilo e silencioso que favoreça a sua oração. Faça o sinal da cruz sobre seu corpo e consagre esse tempo de oração a Deus. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Reze esta oração vocacional abrindo-se generosamente a Deus e a sua santa vontade: “Senhor da messe, Pastor do rebanho, faz ressoar em meus ouvidos teu forte e suave convite: “Vem e segue-me!”.

Derrama sobre mim o teu Espírito, que Ele me dê sabedoria para ver o caminho, e generosidade para seguir tua voz! Senhor, que a messe não se perca por falta de operários! Que o rebanho não pereça por falta de Pastores! Por isso, chama-me para o serviço de teu povo. Maria, Mãe da Igreja, modelo dos servidores do Evangelho, ajuda-me a responder: “SIM”. Amém”.

• LEITURA

Tome a Palavra de Deus e abra no Evangelho de São Lucas, capítulo 5, versículos de 27 a 32. Leia atentamente. Coloque-se no lugar de um dos personagens e leia novamente o texto bíblico. Jesus está chamando por ti: Vem e segue-me. Obedeça e responda sim! A obediência é, antes de tudo, uma atitude filial.

É aquele tipo particular de escuta que só mesmo o filho pode prestar ao pai, porque está iluminado pela certeza de que o pai só pode ter coisas boas a dizer e a dar ao filho; uma escuta embebida naquela confiança que permite ao filho acolher a vontade do pai, certo de que esta será para o bem. Isto é imensamente mais verdadeiro em relação a Deus. Com efeito, nós atingimos a nossa plenitude somente na medida em que nos inserimos no desígnio com que Ele nos concebeu e nos chamou como fez com Levi, em seu amor de Pai.

• MEDITAÇÃO

Em Lc 5,27-32 onde Jesus encontrou um cobrador de impostos chamado Levi e o convida para ser seu discípulo devemos e cada um em particular entrever-se. Pois o Mestre também nos chama. Assim como Levi segue imediatamente a Jesus oferecendo então, um banquete a Jesus, convidando os membros da sua classe também nós façamos o mesmo.

Veja que Levi sendo um detestado cobrador de impostos, os únicos amigos que tinha eram outros cobradores de impostos, seus colegas. E os nossos são aqueles que eu e tu conhecemos. Pai, mãe, filhos, irmãos e irmãs, tios e tias, colegas sei lá! Convidemo-los a participar da mesa com o mestre. Que eles partilhem de igual modo da nossa conversão!
Ouça a canção de Juninho Cassimiro e renda-se ao chamado de Deus:

“Eu me abro ao Teu querer. Eu me rendo a Tua voz. Quero me submeter.Quero conhecer Teus planos”

• ORAÇÃO

Como Levi, sejamos obedientes ao Mestre que nos chama para a sua missão. Saiba que a obediência ao chamado de Jesus é o único caminho de que dispõe a pessoa humana ser inteligente e livre – para se realizar plenamente. Quando diz “não” a Deus a pessoa humana compromete o projeto divino e se diminui a si mesma, destinando-se ao fracasso. Diga sim ao projeto de Deus na tua vida e tu e os teus vivereis eternamente.
Reze a oração do abandono de Charles de Foucauld:

“Meu Pai, eu me abandono a Ti. Faz de mim o que te agradar. Não importa o que faças de mim, eu te agradeço. Estou pronto a tudo, eu aceito tudo. Tomara que tua vontade se faça em mim, em todas tuas criaturas, eu não desejo nada mais, meu Deus. Eu coloco minha alma entre tuas mãos. Eu a te dou, meu Deus, com todo o amor do meu coração, porque eu te amo, e que é minha necessidade, de me colocar em tuas mãos sem medida, com infinita confiança, pois Tu és meu Pai”.

• CONTEMPLAÇÃO

Silencie e deixe o Senhor tomar posse de todo seu ser. Anote em seu caderno  as experiências desse retiro.

Marcos Roberto de Oliveira

Deixe um comentário

Current month ye@r day *