Home » Sites » Canção Nova

Canção Nova


sergioluiz | 12 maio, 2012

COMPARTILHE ESTA PAGINA


Na história da música católica brasileira merece destaque um sacerdote, que há 59 anos rezou pedindo que se a música fosse útil para o seu sacerdócio, então, que Deus o ajudasse a aprendê-la: Monsenhor Jonas Abib. O religioso, fundador da Comunidade Canção Nova, é um dos pioneiros da Renovação Carismática Católica e da música católica no país.

Devido ao chamado inspirado e precursor, é impossível falar da Canção Nova hoje e não falar de unção, música e melodia de qualidade. Depois de 30 anos de evangelização e de toda a experiência acumulada, grandes massas, unidas em uma só voz, têm a certeza de que Deus fez dessa obra a casa do músico católico, a qual tem assumido a responsabilidade de ser um importante centro de formação e confraternização para todos.

Ministrando a música de forma ousada e inusitada, monsenhor Jonas abriu caminho para muitos jovens

Ministrando a música de forma ousada e inusitada, monsenhor Jonas abriu caminho para muitos jovens

Além de ser referência aos demais nesse sentido, a Canção Nova também investe no seu próprio Ministério de Música, que hoje conta com renomados nomes da música católica que levam a Boa Nova do Senhor ao Brasil e mundo afora. Sua trajetória começou há mais de vinte anos, quando pessoas como monsenhor Jonas, diácono Nelsinho Corrêa e Ricardo Sá realizavam encontros com os jovens, nos quais se sentia a necessidade da organização de um grupo de músicos. Deus inspirou e, em 1984, nasceu o ministério. Atualmente, o grupo é composto por 20 servos do Senhor.

“Cantamos para revelar a Palavra de Deus e para exaltar o poder d’Ele. O monsenhor Jonas nos ensinou a tirar tudo da música para evangelizar, pois ela prepara o momento para receber a graça. A música sedimenta e fortalece a Palavra”, partilha diácono Nelsinho Corrêa, um dos integrantes do ministério.

Além do diácono, cantam no grupo de músicos da Canção Nova: Dunga, Eliana Ribeiro, Flavinho, Laércio Oliveira, Márcio Todeschini, padre Cleidimar Moreira, Ricardo Sá, Salette Ferreira, entre outros.

“O nosso cantar se tornou simplesmente uma forma de servir a Palavra, ou seja, afirmamos que nossa música existe em função da Palavra de Deus. Todas as nossas obras fonográficas e todas as nossas iniciativas – como shows, encontros, louvores, congressos – são somente fatores do servir a Deus”, conclui Nelsinho.

Deixe um comentário

Current month ye@r day *